Sexta-feira, dia 24 de Março de 2017 - Agência de Notícias da cidade Portal do Pantanal
EVENTOS
SOCIAL
ANIVERSÁRIOS
LAZER
Caldeirão Du Carvalho
 
Em Aquidauana...
 
Anciã de 74 anos passou mal no domingo (13), febre, calafrios e dor de cabeça. Na manhã de segunda-feira ela foi até a unidade de saúde da Vila Santa Terezinha procurar atendimento e a encontrou fechada, com cadeado no portão e nenhuma explicação. O relato foi publicado pela filha da "vitima". Absurdo!

O que é serviço essencial?
Violência no esporte!
 
Na tarde de ontem a equipe Sub 17 do Seduc empatou o jogo em Nova Andradina por 1 x1 e se classificou para a final. Torcedores do time da casa revoltados com o resultado do jogo apedrejaram a Van que conduzia os jogadores do Seduc.

Antes de voltar prá casa o jeito foi passar na Delegacia de Policia Civil de Nova Andradina. 
Chiquinho Sorvete...
 
Sob nova direção em Aquidauana realiza amanhã a partir das 8h uma "Ação Solidária". Doces, balas, pirulitos, pula-pula, etc...

Vale uma visita!
O nos espera no futuro?
 
Depois de deixar o aterro sanitário de Aquidauana virar um lixão a céu aberto, o município de Aquidauana agora terá que pagar para depositar o lixo doméstico coletado na cidade, no aterro sanitário de Anastácio em fase final de implantação. 

Aquidauana tinha um aterro!
Contagem regressiva!
 
Publicado no DOEM Diário Oficial Eletrônico do Município de Aquidauana - edição 619 de 16/11/2016 o Decreto 129/GAB 2016 que institui a equipe de transição. O documento datado de 09 de novembro está assinado pelo prefeito José Henrique Trindade.

Confira os nomes:

Indicados pelo prefeito eleito Odilon Ribeiro (PSDB).

I – Wezer Alves Rodrigues 
II – Luzia Eliete Louveira Cunha 
III – Marcello Augusto Ferreira da Silva Portocarrero 
IV – Flavio Gomes da Silva Filho

Indicados pelo prefeito em fim de mandato José Henrique Trindade
 
V – Janete Belmonte dos Reis Portocarrero
VI – Paulo Cesar Ribas P. Pimental Ribas 
VII – Heber Seba Queiroz 
VIII - Jeferson Oliveira de Almeida 
No apagar das luzes...
 
De um mandato descomprometido com os anseios da população é assim. No ponto facultativo de hoje, além da Saúde que paralisou suas atividades mesmo sendo serviço essencial, a maioria das creches também passaram cadeado no portões. 

Muitos pais tiveram que improvisar alguém para cuidar dos filhos, pois o dia é de trabalho normal para os brasileiros que não são servidores públicos. "Quem sair por ultimo, que apague a luz".
Sem saúde!
 
Há que ponto chega a irresponsabilidade dos dirigentes da Saúde de Aquidauana que simplesmente determinaram o fechamento de todas unidades de saúde da Prefeitura de Aquidauana nesta segunda-feira (14), ponto facultativo, em que a maioria dos brasileiros está trabalhando normalmente.

Exames foram simplesmente cancelados, porque o CEM - Centro de Especialidades Médicas de Aquidauana está de cadeado na porta a exemplo das demais  unidades de saúde. A denuncia partiu de pessoas indignadas que buscaram atendimento na manhã de hoje em unidades de saúde de Aquidauana.

O § 1.º do decreto 128/2016 que dispõe sobre o ponto facultativo assinado pelo prefeito Zé Henrique diz que "excetuam-se dos efeitos do presente Decreto, as atividades consideradas essenciais e aquelas que, por sua natureza, não permitem paralisação, bem como ainda aquelas que os Gerentes Municipais entenderem necessárias".

Pelo jeito eles entenderam que Saúde é desnecessária, ou seja não é serviço essencial. Se precisar de atendimento médico o jeito é buscar socorro no Hospital Regional de Aquidauana que também enfrenta inúmeras dificuldades para atender os casos de emergência.

A quem cabe investigar os fatos? E o MPE?
Ops
 
Analisando os repasses feitos ao município de Aquidauana pelo Governo do Federal é possível visualizar e interpretar que o problema do caos financeiro não está na queda da receita e sim no aumento descontrolado das despesas e gastos supérfluos.

O problema é GESTÃO!
Dinheiro tem! (01)
 
Somente no ultimo dia 10 de novembro a Prefeitura de Aquidauana recebeu algo em torno de 2.400.000,00 (dois milhões e quatrocentos mil reais). Neste valor está incluso bom volume de dinheiro extra como parte da repatriação de ativos do exterior. 

Mesmo assim a folha de pagamento dos servidores referente ao mês de outubro não foi totalmente quitada, mas houve o repasse em cheque no valor de 100.000,00 (Cem mil reais) para pagar o transporte dos acadêmicos da UEMS.
Deste...
 
Valor foram descontados mais de 500 mil de previdência, entre outros descontos. R$ 490 mil reais foi para o Fundeb e o valor liquido para o cofre da Prefeitura de Aquidauana foi de R$ 1.314.072,21. Praticamente 10% deste valor foi gasto de uma só vez. 

Quer saber mais acompanhe pelo portal da transparência!
Dinheiro tem! (02)
 
Apenas no dia 10 a Prefeitura de Aquidauana também recebeu mais de R$ 700.000,00 (Setecentos mil reais) de ITR - Imposto Territorial Rural. A decisão do que fazer com o recurso é unica e exclusiva do gestor Zé Henrique que não foi eleito pela população de Aquidauana para administrar o Município.
Dinheiro tem! (03)
 
Total dos repasses do Governo Federal no período de 01/11/2016 a 11/11/2016 foi de R$ 3.831.966,06 (Três milhões, oitocentos e trinta e um mil, quinhentos e setenta e cinco reais e onze centavos, com desconto de R$ 1.314.575,11 - total liquido foi de mais de dois milhões e meio. Neste valor não está incluído a receita própria, entre elas a arrecadação de IPTU e ISS no período.
Li, gostei, copiei e colei!
 

O homem que confunde crítica com ofensa é o mesmo que confunde elogio com bajulação.

Na manhã...
 
De ontem, sexta-feira em entrevista ao programa "Aquidauana do Bem" na América FM 100,9 apresentado por Renato Amorim, Iramar Ferreira Dos Reis e Willian Franco, o prefeito eleito de Aquidauana Odilon Ribeiro anunciou os membros da equipe de transição.

Odilon Ribeiro explicou que o coordenador da equipe é o vereador Wezer Lucarelli tendo como membros vereadora Luzia Cunha, Dr. Marcelo Portocarrero e Flavio Gomes (Flávinho). "Alguns contatos já foram feitos com a atual administração que ainda não oficializou a equipe de transição", disse ele.
E a festa?
 
Segundo informações ontem a noite teve uma "festona" na sede do Sinprecam em homenagem ao servidor que recebe salário em atraso, não conseguiu a reposição salarial prevista em lei, sofre com a falta de condições de trabalho, arrisca a vida dependurado em caminhão caçamba para coletar lixo, atua sem uniforme, trabalha sem EPI - Equipamento de Proteção Individual, quando precisa do convênio para compra, ele está bloqueado, sofre com perseguição, transferências sem justificativa, descontos em folha, restrição por não pagamento de consignados, não tem plano de saúde, etc, etc...

Pergunta do dia...

Quem pagou a festa? Resposta: O próprio servidor da Prefeitura de Aquidauana com o valor descontado em prol do sindicato em seu sagrado salário mensalmente. O que se pode observar é que muitos "amigos" de outros municípios e até "não" servidores foram convidados para degustar o "churrascão". 

Bem assim, falta ação, mas tem circo e bajulação!
Balanço
 
Para o senador Waldemir Moka (PMDB) foi positivo. Apesar do desgaste da legenda pelas denúncias contra vereadores da Capital e secretários do governo anterior, o partido elegeu 18 prefeitos e outros 14 aliados como vice ou compondo a chapa. Ele arregaçou as mangas e revirou esse interior. (Manoel Afonso)
O caminho!
 
Pelo seu equilíbrio, trânsito nas bancadas e o Governo, o deputado Junior Mochi deve ser reeleito para a presidência da Assembleia Legislativa. O fato de ser do PMDB não atrapalha, ajuda na governabilidade. Tem deputados com mais mandatos do que ele, mas que não agregam. É a diferença. (Manoel Afonso)
Vamos falar de Sinprecam...
 
A Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) está orientando os prefeitos a criarem uma reserva para quitar a folha de pagamento dos servidores municipais, incluindo o décimo terceiro salário que obrigatoriamente terá de ser pago em dezembro. A orientação tem por base o bom volume de dinheiro extra que entrou nos cofres públicos está semana como parte da repatriação de ativos do exterior

A intenção da diretoria da entidade é estimular os gestores públicos, mesmo àqueles que não conseguiram se reeleger, a fecharem as contas no fim do mandato.

No entanto em Aquidauana o prefeito Zé Henrique "caminhou" na contra-mão e para se livrar da pressão dos acadêmicos que "sitiaram" o paço municipal, usou R$ 100.000,00 (Cem mil) deste recursos para repassar uma entidade acadêmica para pagar parte da divida com o transporte dos acadêmicos.

Letargia!

E o Sindicato dos Trabalhadores da Prefeitura de Aquidauana vai ficar em silêncio? Vão esperar acabar o recurso para brigar pelo salários dos servidores? E o décimo terceiro? E os encargos da folha de pagamento? E o Aquidauana Prev? E os aposentados e pensionistas? E o pagamento dos demitidos? E o repasse do sindicato? E o cartão Brasil Card?

Herança para 2017?
Tá explicado...
 

Corinthians se sacrificou pelo Brasil. Podem vibrar a vontade. Agora é Tite...é sangue do timão na seleção. Brasil 3 x 0 Argentina em Belo Horizonte - MG. 

Que venha o Peru!

Na contra mão!
 

Diante do bom volume de dinheiro extra que entrou nos cofres públicos dos Municípios de MS como parte da repatriação de ativos do exterior, a Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) está orientando os prefeitos a criarem uma reserva para quitar a folha de pagamento dos servidores municipais, incluindo o décimo terceiro salário que obrigatoriamente terá de ser pago em dezembro.

A intenção da diretoria da entidade é estimular os gestores públicos a fecharem as contas no fim do mandato, porém em Aquidauana o recurso está sendo utilizado de outra forma.

Em nota publicada no portal da Prefeitura de Aquidauana o prefeito Zé Henrique confirma que utilizou de recursos provenientes da repatriação feita pelo governo federal, verba que não estava prevista no orçamento do município para repassar de forma imediata um cheque de R$ 100.000,00 (Cem mil reais) para custear o transporte dos acadêmicos da UEMS-Aquidauana, garantindo o pagamento de 2/3 do valor total do convênio. 

Com esta atitude o prefeito Zé Henrique se livrou pelo menos por enquanto da pressão exercida pelos acadêmicos que ocuparam por duas vezes nesta semana a frente da Prefeitura de Aquidauana.

Enquanto isso parte do servidor publico está sem receber o salário do mês de outubro e o Poder Executivo não se manifesta a respeito de uma possível programação do pagamento do 13º salário.

É importante lembrar que a legislação impõe restrições, como por exemplo, deixar “restos a pagar”, o que pode levar o gestor público a sofrer sanções, inclusive ficando inelegível no futuro.

Fato!
 

Tem presidente de Sindicato que está dolorido, principalmente depois que perdeu a eleição. Agora resolveu ameaçar a imprensa. Vai um recado claro e reto. Quer promoção? TRABALHE ou renuncie!

Dinheiro tem?
 
Servidores sem receber o salário de outubro, sem reajuste, contratados que não recebem, médicos com pagamento em atraso, trabalhadores do Hospital Regional sem receber outubro, primeira dama fazenda bazar prá vender pano de prato para ajudar o asilo, creches pedindo doação de comida para as crianças, transporte escolar deficitário, ambulância há 60 dias na oficina por causa de 10 mil reais, na farmácia do município a palavra que mais se pronuncia é "está em falta", etc etc...

Enquanto isso...

Sob pressão, prefeito Zé Henrique (PDT) aperta mão de acadêmica e "manda" fazer cheque de R$ 100.000,00 (Cem mil reais) para custear transporte dos acadêmicos da UEMS.
Pressão...
 
Dos acadêmicos deu certo. O prefeito Zé Henrique (PDT) esteve na manhã de hoje na Prefeitura de Aquidauana e "mandou" fazer um cheque de R$ 100.000,00 (Cem mil reais) e repassou o dinheiro para o pagamento do transporte dos acadêmicos da UEMS.

A informação é de uma acadêmica que participou do manifesto ontem (09) e hoje (10) em frente ao Paço Municipal de Aquidauana.
Clareando as coisas!
 
Quase todos os municípios de Mato Grosso do Sul cobram da população um valor destinado a custear a iluminação pública. Essa taxa está embutida na conta de luz e muitos contribuintes nem sabem que estão pagando e, em muitos casos, não desfrutam do benefício.

Uma lei criada pelo deputado Felipe Orro (PSDB), entretanto, vai ajudar a deixar as coisas mais claras. Mas para isso, é preciso que os vereadores exijam do Executivo municipal a prestação de contas detalhada de como os recursos da taxa de luz estão sendo gastos.

A Lei nº 4.823, em vigor desde 11 de maio deste ano, determina que a Energisa divulgue em seu site na Internet o valor repassado a cada Prefeitura a título de taxa de iluminação, ou Cosip (Contribuição sobre Iluminação Pública), conforme é o nome do tributo.
Tá virando...
 
Certa rotina a Prefeitura de Aquidauana publicar exonerações, divulgar demissão em massa nos veículos de comunicação aliados e depois discretamente publicarem portaria tornando sem efeito as exonerações. Tá na hora de começar a contagem regressiva!
 Busca por data:
Aquidauana News - Junho de 2002 - Todos os direitos reservados CW Assessoria e Marketing
Editor Responsável - Wilson de Carvalho - (67) 9908-2687 - ducarvalho@terra.com.br