Quarta-feira, dia 17 de Outubro de 2018 - Agência de Notícias da cidade Portal do Pantanal
EVENTOS
SOCIAL
ANIVERSÁRIOS
LAZER
10/08/2018 - 10:15
Com pressa por campanha, Odilon é o primeiro a registrar candidatura
Ao todo, Mato Grosso do Sul tem 71 candidatos registrados até agora. Prazo vence no dia 15
 
 
 
(Foto: Divulgação - PDT)
Ampliar
Odilon de Oiliveira (PDT), seu vice Marco Antônio Camargo (PRB) e os senadores da coligação, Pedro Chaves (PRB) e Humberto Figueiró (Podemos) registraram candidatura
O juiz aposentado Odilon de Oliveira (PDT) foi o primeiro a registrar candidatura ao governo estadual. O partido enviou sua documentação ontem (09), no final do dia, por meio eletrônico ao TRE-MS (Tribunal Regional de Mato Grosso do Sul). De acordo com o advogado do PDT, Yves Drosghic, a intenção foi adiantar o processo, para começar a campanha o quanto antes.

“Fizemos a parte burocrática, que é o envio da documentação via eletrônica, mas na próxima segunda-feira (13), a partir das 14h, iremos fazer o ato simbólico, com todos os candidatos do PDT, tendo a presença do Odilon”, explicou Drosghic. O pedetista inclusive está cumprindo agenda política na região de Dourados nos últimos dias.


“Agora é aguardar a liberação do CNPJ dos candidatos para podermos providenciar as aberturas de contas correntes e viabilizar o material de campanha”, explicou Yves. Além de Odilon, com seu vice Marco Antônio Camargo (PRB), já foram registrados três candidatos ao Senado, entre eles Pedro Chaves (PRB) e Humberto Figueiró (Podemos), que fazem parte da coligação do PDT, além de Dorival Betini (MDB), com seus respectivos suplentes.

Já na disputa proporcional também foram registrados até o momento 21 candidatos a deputado federal e 41 para disputa na Assembleia, dos partidos Novo, Podemos, PDT, PRB e PMB, sendo que este último faz parte da coligação tucana. Ao todo 73 políticos já enviaram documentação à Justiça Eleitoral.

Prazos - O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) vai analisar toda documentação e seguindo os critérios da lei eleitoral, definir se o candidato está apto para disputa. Os registros podem ser feitos até o dia 15 de agosto, para que depois começa a campanha eleitoral nas ruas, com eventos e reuniões espalhadas pelo Estado.

Já as propagandas no rádio e televisão serão permitidas a partir de 31 de agosto, 37 dias antes dos eleitores irem às urnas para escolher seus candidatos. A campanha nesta eleição terá 45 dias de duração, sendo que o pleito está marcado para ocorrer dia 7 de outubro.
Campo Grande News
 
Curtiu o Aquidauana News?
Mais notícias
 Busca por data:
Aquidauana News - Junho de 2002 - Todos os direitos reservados CW Assessoria e Marketing
Editor Responsável - Wilson de Carvalho - (67) 9908-2687 - ducarvalho@terra.com.br